Booger Network

Sobre a Rede

Booger Network é uma compilação de blogs dispostos em diversas categorias. Estamos em fase de expansão e em breve teremos mais blogs e diferentes categorias.

Anuncie

Integer erat orci, congue sed feugiat eu, pharetra in tellus. Nulla vel est et mi fermentum ullamcorper at a justo. Fusce scelerisque nisi vehicula mauris placerat quis accumsan dolor adipiscing. Donec tempus, nibh ut volutpat fermentum, mauris sem imperdiet ante, at dignissim magna tortor in dui. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Contato

Blogueiros

Praesent ac elit metus. Ut sed sem nec lorem fringilla molestie a vel risus. Phasellus a commodo felis. Praesent at libero velit.

Leitores

Donec facilisis, sapien ut elementum faucibus, justo urna dignissim sapien, vel elementum lorem est euismod nisi.

Anunciantes

Fusce vitae nunc mi, quis faucibus orci. Nam id lorem justo. In arcu lectus, commodo eget pharetra sed, rutrum quis sapien.

10 das Melhores Trilhas Sonoras do cinema

por em 8/03/2008 às 4:13

Cinema, Listas

A revista eletrônica REA fez uma lista das 50 melhores trilhas sonoras pop de todos os tempos. Com certeza muita gente vai torcer o nariz por não ver “Pulp Ficcion”, ‘Ray’, ‘Quase famosos’ entre outros entre os 10 primeiros. Confira abaixo, o top 10 e se não concordar deixe sua opinião e sua lista !

1 – 007

Direção:vários

Trilha:Vários

“Todo músico sonha em fazer o tema do 007″, disse Paul McCartney no documentário Wingspam. O ex-beatle gravou, junto com sua banda The Wings, a música Live And Let Die para o capítulo de mesmo nome da série de filmes protagonizada por James Bond. O filme, lançado em 1973, foi o oitavo 007. De lá para cá, mais 13 filmes foram feitos. Todos eles tiveram suas trilhas interpretadas por grandes artistas. Em quase quatro décadas, Madonna, Garbage, Sheryl Crow, Tina Turner, A-Ha, Duran Duran, Carly Simons, Nancy Sinatra, Shirley Bassey e o já citado Paul McCartney são apenas alguns dos intérpretes das músicas-tema do filme. O tema original do James Bond, que toca na clássica vinheta em que a câmera simula um cano de revolver, foi composto em 1962 para o primeiro filme, 007 Contra o Satânico Dr. No, por Monty Norman e John Barry. A partir de Moscou Contra 007, o segundo filme, este tema esteve presente junto com outro tema principal de cada um, que geralmente tinha o mesmo título do filme. As músicas dos temas principais não foram apenas interpretadas por grandes artistas – também tiveram grandes compositores, arranjadores e produtores. Por exemplo, o tema de 007 Contra Golden Eye, interpretado por Tina Turner, foi composto pelo vocalista Bono Vox e o guitarrista The Edge, do U2. George Martin, o mítico produtor dos Beatles, fez os arranjos orquestrais de Live And Let Die, e dividiu os créditos de produção da música com McCartney. O próprio John Barry fez ou colaborou em muitas das composições e arranjos durante estes quase quarenta anos.
Mas ainda não é isso que fez o 007 ficar em primeiro lugar nesta lista. O mais importante é que nenhum outro filme fez tantas grandes músicas originais na história da música pop. Cabe aqui dizer que foram 21 filmes, é claro. Mas todos eles levaram pelo menos um tema composto, arranjado, produzido e interpretado por artistas de primeira grandeza da música mundial, feito exclusivamente para o filme. E mais da metade deles foram sucessos, principalmente nos EUA e Reino Unido. É por isso que, quando trata-se de trilhas sonoras, 007 é apenas o nome do filme.

2 – Saturday Night Fever, 1976, Paramount

Direção: John Badham
Trilha: Bee Gees, David Shire

Os Bee Gees foram os heróis desta trilha-sonora, que teve as cinco principais músicas compostas exclusivamente pela banda para o filme. Dentre estas músicas originais, dois grandes hits – Stain’ Alive (n.o 1 nos EUA e Reino Unido) e How Deep Is Your Love (n.o 1 nos EUA e n.o 3 no Reino Unido). As outras são Night Fever, More Than A Woman e If I Can’t Have You, que embora tenham feito menos sucesso, são igualmente boas. Grandes canções que já haviam sido lançadas também fizeram parte da trilha de Embalos de Sábado à Noite, como Disco Inferno, Manhattan Skyline e K Jee. Além destas músicas, entrou no filme uma versão disco da Nona Sinfonia de Beethoven, arranjada por Walter Murphy. A original More Than A Woman teve duas versões – uma dos próprios Bee Gees e outra da banda de disco The Tavares. If I Can’t Have You foi feita para o uso dos próprios Bee Gees, mas foi cedida à cantora Yvonne Elliman. Esta versão chegou ao primeiro lugar da lista da Billboard nos EUA.

3 – Forrest Gump, 1994, Paramount/UIP

Direção: Robert Zemeckis
Trilha:Alan Silvestri

A trilha-sonora de Forrest Gump é uma compilação transformada em álbum duplo com alguns dos melhores rocks cinqüentistas e sessentistas. É uma lista enorme de músicas de grandes intérpretes e compositores, encabeçada por Elvis Presley, Beach Boys, Bob Dylan e Aretha Franklin. Junto com os gigantes, um segundo time de artistas americanos (e até um terceiro) entram com belíssimas músicas, como Califórnia Dreamin’, dos Mamas And Papas, For What It’s Worth, de Buffalo Springfield, Let’s Get Together, dos Youngbloods, San Francisco (Be Sure To Wear Flowers In Your Hair), de Scott McKenzie, Turn! Turn! Turn!, dos Byrds, Everybody’s Talkin’, de Harry Nilson, Sweet Home Alabama, de Lyrnyrd Skyrnyrd, It Keeps You Running, dos Doobie Brothers. Isso sem contar os sucessos do cinema, como The Raindrops Keep Falling On My Head, de Burt Bacarach, interpretada por B. J. Thomas para o filme Butch Cassidy & Sundance Kid, Mrs. Robinson, de Simon & Garfunkel (do filme A Primeira Vez de um Homem) e What The World Needs Now Is Love, de Burt Bacarach, na voz Jackie De Shannon. Mas o mais interessante de tudo é que, para ilustrar a passagem do personagem por vários lugares dos EUA, Alan Silvestri, o diretor da trilha, escolheu com cuidado músicas típicas do lugar e do momento, de forma que se você ouvir o álbum – sem ver o filme – pode ter uma idéia de quando e por onde o personagem passa.

4 -Moulin Rouge, 2001, Bazmark/Fox

Direção: Baz Luhrman
Trilha: Craig Armstrong, Marius De Vries

Quando se fala em trilha original, geralmente não se considera uma trilha de novas versões, mas apenas composições feitas exclusivamente para o filme. Mas Moulin Rouge é quase um caso à parte. As músicas tiveram versões tão mudadas e misturadas, que daria para dizer que são novas músicas, inspiradas em outras (destaque para El Tango De Roxanne, inspirada em Roxanne, do The Police). O Elephant Love Medley, a grande faixa musical do filme, inclui trechos de Love Is Like Oxygen (Sweet), Love Is A Many-Splandored Thing (Frank Sinatra), Up Where We Belong (Joe Cocker e Jennifer Warner), All You Need Is Love (Beatles), Lover’s Game (Chris Isaak), I Was Made For Lovin’ You (Kiss), One More Night (Phil Collins), Pride (In The Name Of Love) (U2), Don’t Leave Me This Way (Thelma Houston), Silly Love Songs (Paul McCartney & The Wings), Heroes (David Bowie), I’ll Allways Love You (Whitney Houston) e Your Song (Elton John).

5 – Magical mystary Tour, 1967, New Line

Direção: The Beatles
Trilha: The Beatles

George Martin Embora o álbum Magical Mystery Tour não seja exatamente a trilha-sonora oficial do filme, ele é muito próximo disso. De todas as 11 faixas, as oito primeiras fizeram parte do musical. Ainda que Strawberry Fields Forever, possivelmente a música mais bonita do disco, não tenha feito parte do filme, existem três fatos: a trilha de Magical Mystery Tour foi inteira composta e interpretada para o filme; foi feita pela banda que qualquer diretor sonharia ter para fazer sua trilha; Magical Mystery Tour, The Fool On The Hill, I Am The Walrus e Hello, Goodbye, se transformaram em clássicos do rock, isto é, metade das músicas desta trilha se tornaram clássicos. E contra fatos, não há argumentos.

6 -Grease, 1978, Paramount/UIP

Direção: Randal Kleiser
Trilha: John Farter, Barry Gibb, Louis St. Louis

Grease é um musical adolescente americano. Mas os fãs, então adolescentes, crescerame e viram um filme já antiquado, uma história que não condiz mais com a realidade atual. Mas ouviram uma trilha-sonora original que não envelheceu e, provavelmente, não envelhecerá nunca. A história é sobre uma adolescente australiana em intercâmbio nos EUA (personagem de Olívia Newton-John) e o garoto por quem se apaixona, um típico adolescente popular na escola (personagem de John Travolta). O tema do casal, o clássico Summer Nights, é cantado pelos dois atores principais, com participação de todo o elenco no coro “tell me more, tell me more”. Outro hit original do filme é a animadíssima You’re The One That I Want. Junto com estas duas e ainda Grease, uma bela disco, foram incluídos clássicos (Hound Dog, Blue Moon, entre outros) que serviram, no filme, para ilustrar o baile da escola.

7 -Godzilla, 1998, Tristar/Sony

Direção: Roland Emmerich
Trilha: David Arnold

As músicas escolhidas por David Arnold receberam versões exclusivas para o filme que enquadrou o monstro Godzilla ao estilo Hollywood. O tema principal, até pelo roteiro, foi Heroes, de David Bowie, regravado pelos Wallflowers, banda de Jacob Dylan, filho de Bob Dylan. Come With Me foi resultado de uma montagem de Puff Daddy com samplers da música Kashmir, do Led Zeppelin. A versão do rapper ganhou até guitarras do próprio Jimmy Page. A trilha conta ainda com músicas para momentos de tensão do filme, como Deeper Underground, do Jamiroquai, e No Shelter, do Rage Against The Machine, tanto quanto para momentos emotivos, como Air, da Bem Folds Five e A320 do Foo Fighters.

8 – The Rocky Horror picture Show, 1975,Fox

Direção: Jim Sharman
Trilha: Richard O’Brien Rocky

Horror Show era uma peça musical que fez grande sucesso em Londres, até virar um filme cult, em 1975, o Rocky Horror Picture Show. Richard O’Brien escreveu a história e toda a trilha. Embora as grandes músicas do filme fiquem entre os três personagens principais (um cientista – travesti -, um herói e uma heroína, segundo o narrador do filme), tem um dado interessante: todos os personagens secundários também têm suas músicas, ao contrário da maioria dos musicais. Até o narrador participa de dois trechos, em The Time Warp e Superheroes. Belas canções e bons rocks fazem parte do musical de O’Brien, como Over At The Frankenstein Place, The Time Warp, Hot Pattotie, Don’t Dream It Be It, I’m Going Home e Superheroes. A música Science Fiction / Double Feature, entra para contar o começo da história e seu reprise, no final para contar o que acontece com os heróis, o cientista e, bem, todos os outros personagens.

9 – the Bodyguard, 1992, Warner

Direção: Mick Jackson

Trilha: Allan Dennis Rich, Alan Silvestri

O disco que contém a trilha-sonora de O Guarda-Costas começa com a grande música do filme. Esta música tem seus primeiros 44 segundos preenchidos apenas pelo canto arrepiante de Whitney Houston – sem um instrumento acompanhando sequer. Esta música foi uma das mais marcantes do cinema contemporâneo. Esta música chama-se I Will Allways love You.
Mas esta não é a única grande canção (nem foi o único hit) desta trilha. I Have Nothing também foi hit (chegou a 4.o lugar nos EUA e 3.o no Reino Unido), e é uma balada linda; I’m Every Woman, chegou a 4.o nos EUA e no Reino Unido. O roteiro foi criado originalmente na década de 70 para ser estrelado por Diana Ross. Antes de Whitney Houston, Madonna foi considerada para o papel. Esta trilha foi a segunda mais vendida de todos os tempos (com mais de 40 milhões de cópias), perdendo apenas para Os Embalos de Sábado à Noite.

10 -Transpotting, 1996, Miramax/PolyGram

Direção:Danny Boyle
Trilha: Damon Albarn

Trainspotting não é top 10 desta lista apenas pela grande seleção de rocks intimistas e minimalistas. Nem pela maravilhosa parte eletrônica a trilha, que inclui uma das músicas mais lindas e emocionantes da hitória da e-music – Born Splitty, da dupla de compositores conhecida por Underworld. Trainspotting é top 10 também por isso, é claro. A trilha tem pérolas como Dust For Life, de Iggy Pop, a profundíssima Deep Blue Day, de Brian Eno (o subestimado parceiro de muitas músicas do gênio David Bowie), a linda Sing, do Blur, o belo rock n’ roll – 2:1 da Elastica (uma boa banda que nunca pegou no Brasil). Mas o mais importante desta trilha é a sincronização das destas musicas incríveis com filme. O filme conta a história de um rapaz que tenta se livrar do vício da heroína. As músicas foram muito bem escolhidas para dar a emoção que o filme precisava. A grande cena é com a música Perfect Day, de Lou Reed, a mais bela da trilha, no momento em que o personagem tem uma recaída e toma sua dose. Um dia perfeito.

21 Comentários

  1. MILA disse:

    NA MINHA OPINIÃO A MELHOR TRILHA SONORA É DO FILME TITANIC

  2. Lucas disse:

    Com toda a certeza eu daria o primeiro lugar para Forrest Gump.
    E como me esqueceu de comentar de Free Bird que toca nele, é a cereja do bolo de músicas boas que tocam nesse filme.

  3. Rafael Garou disse:

    têm duas trilhas que, sinceramente, não fariam a menor falta nessa lista, que são a de “Godzilla” e “The Bodyguard”, p************ta que pariu…… considerando que as únicas que se salvam MESMO da Godzilla’ soundtrack são: “Brain Stew”, do Green Day, e “Spawn Again”, do Silverchair, além da já citada “Heroes”, do Wallflowers
    E SÓ!
    Blasfêmia, “Kashmir” ter samplers” Burn in f*ckin Hell, Puff Daddy and all the verdammt rappers!

  4. Eduardo SIlveira disse:

    Cara, na minha opinião faltou a trilha mais foda de todas que é a do mágnífico filma Laranja Mecanica

  5. Daniel Azambuja disse:

    bah o guarda costas nao precisava. Mas faltou Expresso da Meia noite, Blade Runner, Midnight Cowboys, Entre dois amores, Frida, O senhor dos anéis (estupenda), Carruagens de Fogo, Cinema Paradiso, O carteiro e o Poeta e algumas mais … titanic axo muito boa, tirando a da Celine, claro.

  6. Chaves Papel disse:

    De cara eu te digo que faltou “Requiem for a Dream”.

  7. fabiogel disse:

    Na minha opinião uma trilha que não pode faltar é o “Poderoso Chefão”.

    1. william disse:

      isso mesmo faltou a do poderoso chefão

  8. muito boa a lista mas pra mim faltou a trilha de pulp fiction

  9. Guilherme disse:

    Eu nunca reparei na trilha de trainspotting. Pra mim ela nunca foi grandes coisa. Dava pra tirar ela e por requiem for a dream ou laranja mecânica ai que calhava melhor. No resto, concordo totalmente com a seleção.
    P.S: faltou alguma coisa do John Williams ai. Star wars! :D

  10. Jason disse:

    Dessas Dai a que merece o primeiro e a do Forrest gump da muito acima de todas essas outras.Cade a trilha sonora do coração valente entre outras sem cometarios para esta lista pessima.

  11. Andreous disse:

    Cade Pulp Fiction???????? vergonha não incluir este playlist!

  12. Cica disse:

    Como não tem Cinema Paradiso? Ennio Morricone é presença obrigatória em uma lista desse tipo.

  13. Diego disse:

    Parque dos Dinossauros..nada supera John Willians nesse filme

  14. Marcos disse:

    Cade o ultimo dos Moicanos? Isso é imperdoável mas gostei da lista.

  15. Alice disse:

    eu parei de ler no CONCERTEZA na segunda linha e olha que isso ta on há 4 anos já hein?

  16. tiaquinorris disse:

    Achei palhaçada, a maioria é uma reunião de musicas. Nâo são fe4itas especialmemte para o filme. Tá faltando a trilha do Conan o Bárbaro de 1982, essa sim contou o filme.

  17. luiz disse:

    Na minha opinião o imbatível Ennio Moriconi vence com “O Último dos Moycanos”

  18. Yara disse:

    Nossa,que lista mais fraca!Colocar a trilha de “O guarda costas” e “Godzilla” é brincadeira né?Cadê a trilha de “Frida”,”O fabuloso destino de Amélie Poulain” e “Apenas uma vez”.Que lista mais mixuruca

  19. Eu acho um equívoco não ter a trilha sonora do filme Titanic. O trabalho de James Horner foi magnífico! Ouçam o CD Titanic (Todas as faixas, principalmente Hard to Starboard e Southampton) e o CD Back to Titanic (Música A Building Panic e Titanic Suite)

  20. william disse:

    na minha humilde opinião a mais foda trilha sonora de filme é a do poderoso chefão incomparavel