Cinema

10 dos erros mais ridículos do cinema

Quase qualquer filme, mesmo um excelente, pode acabar sendo vítima de um erro de continuidade ou de um engano factual. Na maior parte dos casos, esses erros passam despercebidos pelo público. Mas alguns são tão óbvios que até mesmo ridículos que é um milagre que eles tenham sobrevivido ao processo de edição. Pensando nisso, a Revista Rolling Stones separou a lista dos 10 erros mais ridículos do cinema, confira abaixo;

10---Independence-Day10

Quando David está na Area 51, na qual ele fala do destino do planeta e a respeito da destruição das florestas e a poluição, ele derruba uma lata com uma etiqueta que diz: “departamento de arte”. Ou a instalação secreta tem seu próprio time de designers, ou alguém esqueceu um latão de lixo por lá acidentalmente.

 

9---Os-Goonies-(1985)

9

No fim do filme, Data diz que a parte mais assustadora de sua aventura foi brigar com um polvo gigante. O problema é que essa cena foi deletada na versão exibida nos cinemas e não foi vista por ninguém até que o Disney Channel começou a passar o filme na década de 90. O longa fica melhor sem essa cena? Provavelmente. Mas a referência deveria ter sido cortada na edição final? Certamente.

8---Comando-Para-Matar(1985)8

O filme foi um sucesso comercial que ajudou a estabelecer mais ainda Arnold Schwarzenegger como um ícone do gênero ação, mas ele tem tantos erros que perdemos a conta. Aqui, o Porsche de John Matrix, que ficou bastante danificado na perseguição a Sully, se conserta magicamente de uma cena para a outra. É a mãe de todos os erros de continuação. Se pelo menos os nossos carros também conseguissem fazer esse milagre…

 

7---Gladiador-(2000)7

Durante a Batalha de Carthage, uma carruagem bate contra a parede e tomba, revelando um cilindro de gás escondido na parte de trás. Os romanos foram responsáveis por muitos avanços tecnológicos, mas até onde sabemos, propulsão a gás não está entre eles.

6---Coração-Valente-(1995)6

Os fanáticos pelo drama histórico de Mel Gibson sabem que existem engasgos aqui que vão de membros da equipe técnica aparecendo em cena até armas molengas de borracha. Mas a aparição de uma van branca em uma cena de batalha é o mais marcante. Procure pelo veículo no canto inferior esquerdo, enquanto um grupo avança. Eles podem tirar nossas vidas, mas nunca vão tirar nosso Ford Transit!

 

5---Pulp-Fiction-(1994)5

Tarantino pode ser um perfeccionista, mas tem um erro na cena do apartamento em que Jules e Vincent escapam de uma rajada de balas. Olhe atentamente atrás dos atiradores e notará que há buracos de bala na parede antes que haja qualquer disparo. Esse evento miraculoso faz com que Jules tenha uma epifania sobre sua vida como matador, mas um erro dessa magnitude rouba a cena de seu poder.

4---Intriga-Internacional-(1959)4

Esse thriller de espionagem é considerado um dos melhores de Hitchcock, mas também é conhecida por essa clássica gafe, em que um garoto tapa os ouvidos momentos antes do barulho de tiro na lanchonete do Mount Rushmore cafeteria (procure por ele do lado direito quando Eve ameaça Roger). Os críticos especulam que o garoto devia saber exatamente quando cobrir as orelhas depois de ter aguentado os takes anteriores.

3---Jurassic-Park-(1993)

3

Na cena abaixo, o programador/bandido Dennis Nedry parece estar conversando com um cúmplice pelo computador com um feed ao vivo. Mas a barra ali embaixo no vídeo deixa muito claro que ele está falando com um vídeo pré-gravado. Esperávamos mais do homem responsável por criar os sistemas de computador de Jurassic Park. Há vários outros erros nesse vídeo.

 

2---Django-Livre-(2012)

2

O herói que dá nome ao filme sobre vingança de Tarantino, que se passa em 1858, antes da Guerra Civil, usa um belo par de óculos escuros durante boa parte do filme. Algo parecido com óculos de sol existe desde o século 12, quando foram inventados na China. Mas eles não chegaram aos Estados Unidos até 1929, depois que Sam Foster vendeu o primeiro par no calçadão de Atlantic City. Alguém aí tem coragem de levar este fato a Django? Imaginei que não.

 

1---O-Exterminador-do-Futuro-3-A-Rebelião-das-Máquinas-(2003)

1

A terceira parte da franquia O Exterminador do Futuro, que foi dirigida por Jonathan Mostow e lançada em 2003, é repleta de erros. Um dos mais notáveis é quando o número que identifica o Cessna 172 Skyhawk no qual John Connor foge muda misteriosamente. O líder da resistência humana deveria ser mais espero e não confiar dessa forma em uma máquina.

 

veja

 

Comentários

Siga-me no Twitter

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

2007-2017 Cinema & Afins - Um blog da Booger Network

Topo