Cinema

Ainda Orangotangos

Porto Alegre, no dia mais quente do verão. Um casal de imigrantes chineses cruza a cidade em um vagão de metrô. Doentes e cansados, eles tentam ajudar um ao outro, ao mesmo tempo em que enfrentam a desconfiança dos demais passageiros e a incompreensão de sua língua. O chinês vagueia pelos corredores da estação de metrô e pelo mercado público da cidade, em busca de ajuda. É o início de uma série de situações-limite vividas por diversos habitantes da cidade.

O Filme dirigido pelo estreante Gustavo Spolidoro é o primeiro o longa-metragem filmado em um único plano-sequência no Brasil,segundo o portal Cinema com rapadura ,o longa vem conquistando seu espaço em vários festivais de cinema ao mundo á fora.
O longa foi exibido no 9º Festival Cinema de Tróis Amériques, em Quebec, Canadá, concorrendo com outros 16 filmes, como “XXY” de Lucia Puenzo e “Luz Silenciosa” de Carlos Reygadas, ambos premiados em Cannes. Depois o filme esteve no 20º. Ème Rencontres Cinémas D’amérique Latine de Toulouse, um dos festivais latinos na França, onde participou da Competição Descobertas, ao lado de outros sete longas latinos. “Ainda Orangotangos” também esteve no Natfilm Festival em Copenhagen na Dinamarca. A maratona de festivais não termina por ai. O longa ainda vai à Argentina para o 10º BAFICI (Buenos Aires Festival Internacional de Cine Independiente) em Buenos Aires. Em maio, o filme participa de dois festivais de cinema brasileiro, o 12º Festival de Cinema Brasileiro de Miami e o 10º Festival de Cinema Brasileiro de Paris. Logo depois “Ainda Orangotangos” viaja para Seattle para o International Film Festival.

Assista ao Trailer abaixo.

Comentários
Topo