Cinema

“Nico, 1988” | Biografia da vocalista do Velvet Underground chegas aos cinemas

Ambientado entre Paris, Praga, Nuremberg, Manchester, na zona rural polonesa e na costa romana, “Nico, 1988” é um road-movie dedicado aos últimos anos de vida de Christa Päffgen (1938 – 1988), a modelo e cantora alemã de voz andrógina que ficou conhecida na mídia por ser musa de Andy Warhol, vocalista do Velvet Underground (The Velvet Underground & Nico, 1967) e por ter provocado paixões à uma impressionante lista de rock stars no final dos anos 1960 (só para citar, entre os mais conhecidos estavam Jimi Hendrix, Lou Reed, Leonard Cohen, Brian Jones, Iggy Pop e Bob Dylan). 

Mas o filme da diretora italiana Susanna Nicchiarelli não tem foco na época em que Nico era a lendária beauty woman e tampouco na “sacerdotisa das trevas“, como era chamada. O longa mostra uma parte da vida da cantora que a mídia praticamente desconhece, quando ela faz as últimas turnês pela Europa, nos anos 80, e principalmente no renascimento dessa mulher além do seu ícone. Depois dos 40 anos, ela se liberta dos rótulos de beleza e reconstrói seu relacionamento com o único filho, que teve com o ator francês Alain Delon.

O título ‘Nico – 1988’, evoca o ano de falecimento da artista. Na cena inicial, um flashback do final da Segunda Guerra Mundial mostra uma garotinha olhando de longe para uma fogueira com uma cortina de fumaça, e, o mais importante, ouvindo um som. É Berlim, a capital alemã em chamas, em 1945, primeira imagem do longa.

Nas cenas seguintes já é o ano de 1986, em Manchester, cidade da Inglaterra onde Nico (vivida pela atriz Trine Dyrholm) escolheu morar. Numa cabine de rádio, um entrevistador pergunta se ela quer falar sobre os anos no Velvet Underground. O “Não” que sai da boca da protagonista Dyrholm dá o tom ao filme. “Ela não tinha nostalgia, nem saudade sentimental da primeira parte de sua carreira musical em oposição à segunda. Talvez essa seja a principal razão para que eu tenha me apaixonado pelo que Nico se tornou nos anos 1980: essa mulher de 40 anos que eu vi nas entrevistas, tão irônica e tão forte, sem se importar nem um pouco com a superstar que ela tinha sido, sobre a beleza lendária que ela tinha parado de carregar. Como seu filho me disse uma vez, ela parecia indestrutível. Tão longe do clichê da estrela em decadência, ou da quarentona frágil sentindo falta de sua juventude. Eu amei que ela era tão diferente do clichê.” Disse Nicchiarelli à Variety, revista norte-americana especializada em cinema.

A atriz Trine Dyrholm canta ao vivo nas cenas onde reproduz a voz de Nico com muita precisão e magnetismo, hipnotizando completamente os espectadores. Apesar de não se parecerem tanto fisicamente, a performance musical era a maior preocupação na produção do filme.

O longa-metragem ‘Nico – 1988’ levou o prêmio de Melhor filme na Seção Horizontes do Festival de Veneza, na Itália, em 2017, e tem estreia marcada para o dia 30 de agosto de 2018 nos cinemas.

  • Título original: Nico, 1988
  • Nacionalidade: Itália e Bélgica
  • Gênero: Drama/ Biografia musical
  • Ano de produção: 2017
  • Estréia: 1 de agosto de 2018 (Brasil)
  • Duração: 1h33min
  • Classificação: 16 anos
  • Direção: Susanna Nicchiarelli
  • Roteiro: Susanna Nicchiarelli

Trailer

Comentários
Topo