Se em “Quem quer ser milionário?”, Danny Boyle utiliza uma fabula para mostrar a realidade e a cultura da Índia, “Nascidos em Bordeis (Born Into Brothels: Calcutta ‘S Red Ligth Kids)” documentário ganhador do Oscar de 2005, dirigido por Zana Briski Ross Kauffman nós apresenta a realidade do mesmo pais da forma mais nua e crua possível .

O filme registra a fotografa (a própria Zana Briski) que acompanhou de perto a história de oito crianças filhos e filhas de prostitutas do bairro da Luz Vermelha, em Calcutá, na índia. Dividido em dois momentos. No primeiro, o longa foca na pobreza e na violência que as crianças sofrem em casa ao encarar a triste realidade das mulheres de suas famílias, que são obrigadas a se prostituir para dar uma vida melhor para seus filhos. Em um segundo momento, as crianças munidas com uma câmera fotográfica se enchem de esperanças ao retratar tudo que chamar atenção, onde vão descobrindo uma nova perspectiva de vida e uma nova forma de expressão.

Os diretores mostram o empenho da fotografa em tentar dar uma vida melhor aos pequenos pupilos (em uma das cenas mais emocionantes, Zana tem que provar que seus alunos não são soropositivos) através da educação e da arte. O problema do filme é que fica explicito que a única (e boa) intenção, era usar da fotografia para conquistar a empatia das crianças para um o objetivo maior, tira-las da seus lares e darem a eles a oportunidade de uma educação, é exatamente ai que as dificuldades aparecem. As crianças na faixa de 6 a 14 anos tem uma mentalidade muito diferente  do que as crianças que viveram em um ambiente menos hostil. Isso é porque suas vidas nos ensinaram assim.

Sinopse

A fotógrafa Zana Briski e o cineasta Ross Kauffman foram à uma das regiões mais marginalizadas e pobres da Índia para quebrar tabus. Na cidade de Calcutá funciona a zona de prostituição Sonagachi, onde a fotógrafa iniciou um workshop com os filhos das garotas de programa da região. Logo, meninos e meninas acostumados com a exclusão provaram do poder transformador da arte.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Trailer | Nascidos nos Bordéis

Curiosidades

  • Os cineastas afirmam que a vida das crianças que aparecem em “Nascidos nos Bordéis” foram transformadas pelo dinheiro ganho com a venda de fotos e um livro sobre eles.
  • Ross Kauffman, co-diretor do documentário, diz que o valor recebido foi de 100 mil dólares dos Estados Unidos (cerca de 4.5 milhões de rupias), que vai pagar a taxa de matrícula de uma escola na Índia para os filhos das prostitutas.
  • Quando o filme foi indicado ao Oscar, os diretores levaram as crianças para a premiação em Los Angeles e tentaram reabilita-las. Puja, estava no colégio, o restante recebeu uma oferta para ficar e estudar nos Estados Unidos. Alguns conseguiram, mas Puja, (conhecida hoje como Preeti) virou prostituta um ano depois que esteve presente na premiação.
  • Abhijit e outra menina do filme, entraram para estudar na Universidade de Nova Iorque. Outros dois estão estudando no Future Hope, que é gerido por uma instituição de caridade. Um se casou enquanto outra garota, que estava em uma ONG financiada internacionalmente, desapareceu.
  • Briski iniciou uma organização sem fins lucrativos para continuar este tipo de trabalho em outros países, com o nome Kids with Cameras. Um filme está sendo feito sobre a história de vida de um trio de de irmãs, chamada Shaveta, Khushboo e Himani, nascidos em um dos bordéis de Haryana.
  • Em novembro de 2006, Kids with Cameras forneceu uma atualização sobre muitas das condições das crianças, afirmando que eles haviam entrado escolas ou universidades na Índia e nos Estados Unidos ou encontrado emprego fora da prostituição.
  • Kids With Cameras continua a trabalhar para melhorar as vidas das crianças do distrito da luz vermelha de Calcutá com o plano de construir a Hope House.
  • Em 2004, a React to Film organizou uma triagem para “Nascidos nos Bordéis” na SoHo House em Manhattan, Nova Iorque. Em 2010, a diretora do filme, Zana Briski, se juntou ao conselho consultivo da React to Film.

Premiações

Oscar – 2005

  • Ganhou
    Melhor longa de documentário

Ficha Técnica

  • Título original: Born into brothels: Calcutta’s Red Light Kids
  • Nacionalidade: EUA
  • Gênero: Documentário
  • Ano de produção: 2004
  • Estréia: 25 de agosto de 2006 (Brasil)
  • Duração: 1h 25min
  • Classificação: 18 anos
  • Direção: Zana Briski, Ross Kauffman
  • Roteiro: Zana Briski, Ross Kauffman
  • Produção: Zana Briski, Ross Kauffman, Lisa Cohen, Geralyn White Dreyfous, Jannat Gargi, Andrew Herwitz,Ellen Peck
  • Trilha sonora: John McDowell
  • Direção de fotografia: Zana Briski, Ross Kauffman
  • Edição: Nancy Baker, Ross Kauffman
  • Estúdios: Red Light Films, HBO/Cinemax Documentary, Creative Visions, Sundance Institute Documentary Fund
  • Distribuição: Focus Filmes

Pôster

Nota do Site
Crítica | Nascidos em Bordéis
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Topo