Baseado nas memorias de infância do roteirista e diretor Alfonso Cuarón, “Roma” nos mostra o quanto que a empatia pode deixar a vida muito mais leve, por mais cruel que ela possa ser.

Com apenas oito filmes em seu currículo e com seu nome consolidado em Hollywood, após ter ganho o Oscar de melhor diretor por seu trabalho em “Gravidade“, Alfonso Cuarón apresenta aqui o projeto mais íntimo e pessoal da sua carreira.

Ambientado nos anos 70, a trama acompanha a história de uma família mexicana de classe média, através dos olhos da sua governanta, Cleo, interpretada de forma brilhante pela a atriz estreante Yalitza Aparicio. Entre as situações do cotidiano (como limpar cocô do cachorro) e situações que podem mudar uma vida, aos poucos vamos mergulhando na realidade da protagonista e infelizmente, de muitas mulheres.

Como não poderia ser diferente, tecnicamente o filme é impecável. A escolha de usar a fotografia em preto e branco para retratar o passado é acertada. A produção de arte e os figurinos também ajudam a compor com perfeição a época reproduzida. Uma das marcas registradas do diretor mexicano, as cenas em plano sequência também estão presentes.

Apesar de um roteiro simples, sem reviravoltas. Alfonso Cuarón entrega cenas memoráveis, como por exemplo a sequência final na praia. Além disso, é interessante a forma que a destruição gradativa do carro família, reflete nos acontecimentos.

Lançado diretamente na Netflix, “Roma” é dos melhores filmes da plataforma de streaming e um dos melhores filmes do ano. Não é à toa que o longa é um dos fortes e possíveis candidatos ao Oscar 2019. Porém, é um filme bem triste, que pode desagradar o público que procura nos filmes uma válvula de escape.

Sinopse

Cidade do México, 1970. A rotina de uma família de classe média é controlada de maneira silenciosa por uma mulher (Yalitza Aparicio), que trabalha como babá e empregada doméstica. Durante um ano, diversos acontecimentos inesperados começam a afetar a vida de todos os moradores da casa, dando origem a uma série de mudanças, coletivas e pessoais.

Trailer  legendado 2 | Roma

  • Trailer 1

Curiosidades

  • O filme é uma autobiografia do diretor mexicano Alfonso Cuarón.

Ficha Técnica

  • Título original: Roma
  • Nacionalidades: México, EUA
  • Gênero: Drama
  • Duração: 2h 15min
  • Ano de produção: 2018
  • Estréia: 14 de dezembro de 2018 (Netflix)
  • Direção: Alfonso Cuarón
  • Roteiro: Alfonso Cuarón
  • Produção: Alfonso Cuarón, Alice Scandellari Burr, Nicolás Celis, Jonathan King, David Linde, Carlos A. Morales, Gabriela Rodriguez, Sandino Saravia Vinay, Jeff Skoll
  • Direção de fotografia: Alfonso Cuarón
  • Edição: Alfonso Cuarón, Adam Gough
  • Design de produção: Eugenio Caballero
  • Direção de arte: Carlos Benassini, Oscar Tello
  • Set de decoração: Barbara Enriquez
  • Figurino: Anna Terrazas
  • Estúdios: Participant Media, Esperanto Filmoj
  • Distribuição: Netflix
  • Nota do Público
    Crítica | Roma
    4.7 (93.33%) 9 votes

Pôster

Nota do Site

Notas de imprensa

8,5 / 10

99 / 100

95 / 100

5 / 5

Crítica | Roma
Comentários
Topo