Artigo

Especial Oscar | A história do Oscar

Apresentação: Academia de Artes e Ciências Cinematográficas
Local: Los Angeles, Califórnia, EUA
Primeira cerimônia: 16 de maio de 1929
Site oficial: www.oscars.org

Criado por Louis B. Mayer, um dos fundadores da Metro-Goldwyn-Mayer, o Oscar é o mais importante e prestigioso prêmio do cinema mundial, entregue anualmente pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, fundada em Los Angeles, Califórnia, em 11 de maio de 1927. São entregues pela Academia, em reconhecimento à excelência de profissionais da indústria cinematográfica. A cerimônia formal na qual os prêmios são entregues, é uma das mais midiáticas do mundo.

1ª Entrega dos Prêmio da Academia aconteceu em 16 de maio de 1929, no Hotel Roosevelt em Hollywood, para honrar as realizações cinematográficas mais prominentes de 1927 e 1928. A cerimônia foi apresentada pelo ator Douglas Fairbanks e pelo diretor William C. de Mille.

A primeira cerimônia do Oscar televisionada foi em 1953 somente nos Estados Unidos e no Canadá. Em 1966, aconteceu a primeira exibição do Oscar a cores. Desde 1969, a cerimônia do Oscar é exibida em âmbito internacional. Em 1970, Brasil e México foram os primeiros países, além dos Estados Unidos e do Canadá, a televisionarem o evento ao vivo, via satélite.

Primeira cerimonia do Oscar em 1929

A vencedora do Oscar de melhor atriz Janet Gaynor. (Fonte: Kobal Collection)

Atualmente, os prêmios da Academia são transmitidos em direto pela televisão para mais de 200 países, se tornando assim um dos maiores eventos televisivos do mundo. Segundo a Enciclopédia Novo Mundo, estima-se que mais de um bilhão de pessoas assistem o Oscar ao vivo ou gravadas a cada ano, equiparando a cerimônia a audiências de eventos televisivos mundiais importantes como a Copa do Mundo FIFA e os Jogos Olímpicos.

A cerimônia do Oscar 1998 mantém o recorde da maior audiência da História dos Prêmios da Academia, onde foi registrado que 57,25 milhões de pessoas assistiram à cerimônia somente nos Estados Unidos.

No Brasil, a primeira transmissão do evento ocorreu em 1970, quando a TV Tupi exibiu, ao vivo e via satélite, para várias porções do país (através da Rede de Emissoras Associadas), a cerimônia. Atualmente, a cerimônia de premiação é transmitida pela Rede Globo e pelo canal de TV por assinatura TNT e em Portugal pela SIC

A ESTATUETA

A estatueta do Oscar é composta de 92,5% de estanho e 7,5% de cobre, e é banhada em platina e ouro de 14 quilates, medindo 34,29 cm e pesando 3,85 kg. Esta estatueta possui o formato de um cavaleiro segurando uma espada verticalmente na frente do seu corpo, sobre um pedestal em forma de um rolo de filme.

Segundo a Academia, a estatueta do Oscar demonstra um cavaleiro das cruzadas com sua espada. Os cinco raios que saem da estatueta representam as cinco áreas originais da Academia: diretores, atores, escritores, produtores e técnicos.

Seu valor real é de cerca 200 dólares, mas seu valor simbólico é incomensurável, pelo prestígio profissional e popular que concede ao premiado e pelo faturamento que pode dar a um filme.

Concebida em 1929 pelo diretor de arte Cedric Gibbons e pelo escultor George Stanley, não sofreu mudanças significativas até hoje, nos mais de 80 anos em que já foi entregue. Apenas durante a Segunda Guerra Mundial foi confeccionada em gesso pintado com tinta dourada, devido ao esforço de guerra americano na época, que procurava racionar todos os tipos de metal. Após o conflito, os agraciados com estes Oscars tiveram seus prêmios trocados pela estatueta original.

A versão mais popular e conhecida para o nome dado ao careca dourado, é a que concede a autoria dele à secretária-executiva da Academia, Margareth Herrick, que ao vê-lo comentou que a pequena estátua parecia muito com seu tio Oscar, comparação ouvida por um jornalista presente no momento, que a publicou em seu jornal. Outra versão dá conta que a atriz Bette Davis o teria apelidado assim, dado a semelhança da estatueta com seu primeiro marido. De qualquer modo o apelido pegou de tal maneira que hoje – e há muitos anos – é o nome pelo qual o Academy Award ou Prêmio da Academia é conhecido mundialmente.

4 comentários

4 Comments

  1. Pingback: Crítica | Avatar – Cinema & Afins

  2. Pingback: Os vencedores do AFI Awards 2017 | Cinema & Afins

  3. Pingback: 15 filmes baseados em curtas-metragens • Cinema & Afins

  4. Pingback: Especial Oscar | Os recordistas • Cinema & Afins

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Topo